O foco é a nossa capacidade de manter a atenção em algo. E, para isso, abstrair-se das distrações e exercitar o autocontrole é uma habilidade fundamental para o sucesso pessoal e profissional . A boa notícia: ele pode (e deve) ser exercitado! Mas por que isso é importante?

Para você que está em busca de trabalho, treinar o seu foco e concentração é fundamental para se dar bem nos processos seletivos. Veja abaixo algumas dicas simples para melhorar seu foco e concentração, segundo a neurociência.

Divida a sua jornada de trabalho em fatias

Já é comprovado cientificamente que o cérebro humano consegue se fixar em um único objetivo durante 50 ou 60 minutos. Passando esse tempo, a atenção inevitavelmente se esvai e acabamos desviando o foco para outras coisas.

A dica é trabalhar ininterruptamente durante esse tempo e então fazer uma pausa de 10 minutos para descansar, levantar para tomar um café ou checar as redes sociais. A pausa ajuda a descansar as áreas ativas no cérebro.

Elimine a bagunça da mesa de trabalho

De acordo com especialistas, mesas de trabalho caóticas são horríveis para o cérebro e para a concentração. Isso porque o nosso sistema nervoso tende a se espelhar no ambiente externo.

Logo, se o ambiente está uma bagunça, fica mais difícil se organizar internamente. O caos pode ser um grande aliado na busca pela criatividade, mas, se o seu objetivo é terminar determinada tarefa, é melhor manter a sua mesa limpa e organizada.

Mantenha-se alimentado e hidratado durante todo o dia

Trabalhar ou fazer qualquer outra atividade em jejum não é uma boa ideia para quem busca concentração. O nosso sistema nervoso requer uma grande quantidade de energia para desenvolver tarefas que exigem atenção.

Durante a jornada de trabalho é aconselhável ter sempre algo no estômago. Não precisa ser nada muito substancioso, uma fruta, barrinha de cereais ou iogurte já é o suficiente. O importante é fornecer energia suficiente ao seu organismo para ele continuar mantendo o foco.

Tenha uma boa noite de sono

Pessoas que dormem pelo menos sete horas por noite têm atividade cerebral significativamente superior à daquelas que passam menos tempo na cama. Ou seja, são mais produtivas em suas funções diariamente. Tirar sonecas também pode ajudar a concentração durante o dia.

Faça exercícios físicos

Sabemos que a atividade física é importante para manter uma vida mais saudável. Porém, estudos comprovaram que a prática aeróbica pode desenvolver partes do cérebro que estão ligadas à memória e à concentração. Em pouco tempo, os benefícios já podem ser sentidos.

A rapidez de processamento de informações aumenta após meia hora de exercícios moderados, como uma caminhada na esteira. A meditação também é outro exercício que traz benefícios imensos para as funções cognitivas. Em tempos de excesso de informações, esvaziar a mente pode se tornar uma grande dificuldade.

Ao analisar o córtex cerebral de praticantes da meditação, pesquisadores americanos, descobriram que a prática aumenta a capacidade de fixar a atenção, além de favorecer a memória e facilitar a tomada de decisões no cotidiano.

Escreva a mão

A onipresença da tecnologia leva muita gente a esquecer o papel e a caneta. Mas existe uma grande vantagem em anotar suas ideias usando o velho método. Segundo pesquisadores das universidades de Princeton e da Califórnia, quem escreve informações à mão tem mais facilidade de compreendê-las e memorizá-las do quem as digita. O motivo? O processamento de dados ocorre de forma mais superficial ao se usar o teclado, diz o estudo.

Siga esses passos para melhorar o seu foco. Mas não esqueça que, assim como toda a habilidade, é preciso prática. Portanto, não adianta fazer um dia e achar que já é a pessoa mais focada do mundo.

É necessário um pouco de disciplina e força de vontade, mas tenha certeza que vai valer a pena. E os benefícios virão não apenas com a conquista da tão desejada vaga de estágio, mas também ao longo da carreira.

6 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*