A principal estratégia para aparecer nas buscas que os recrutadores fazem no LinkedIn é usar, no lugar certo, as palavras chave que descrevam a vaga que você deseja. Mas, não é só isso. Você precisa manter o seu perfil atualizado, com foto e o máximo de informações sobre a sua trajetória profissional e áreas de interesse.

Ou seja, é preciso estar, de fato, presente por lá. Isso quer dizer conectado, interagindo, compartilhando e cultivando relacionamentos. Quem faz isso “cai nas graças” do algoritmo da rede social. No entanto, há também outras maneiras de manter o seu perfil em alta.

Separamos 7 dicas para tornar seu perfil mais profissional e atraente para os recrutadores e avaliadores. Confira!

Não vacile na foto

É sempre bom lembrar que o LinkedIn é uma rede social diferente das demais. Nela o foco é exclusivamente profissional. Por isso, fotos que você usa em redes sociais como o Instagram e o Facebook podem não ser as mais adequadas.

Há inclusive aplicativos que podem orientá-l0 sobre a foto mais adequada para o seu profile. Um exemplo é o Snappr Photo Analyzer.

Ao escolher uma foto, pense com a visão de um recrutador: a sua aparência profissional está adequada? Sua foto mostra que você é um profissional capacitado ou passa uma impressão de amadorismo? E não se esqueça de considerar a nitidez da foto, a impressão começa na aparência.

Capriche no resumo

A parte de resumo do LinkedIn permite que você se descreva em até 2 mil caracteres. Por isso, é preciso que você faça de uma maneira completa, mas não cansativa.

O ideal é que você faça uma apresentação breve, discorra sobre os seus interesses profissionais na área em que você atua, além de deixar claro a sua motivação para buscar uma nova oportunidade. Finalize sempre com suas informações de contato.

Título é (quase) tudo

Muita gente deixa que essa fase passe despercebida, mas esse é um dos pontos cruciais para que seu perfil seja notado por recrutadores.

O título profissional no LinkedIn traz uma informação que fica logo abaixo do seu nome e a maneira correta de usar essa ferramenta é colocar a sua função e o local onde você trabalha. Você também pode considerar o uso de palavras-chave.

Experiência manda

Bom, nada é mais importante do que essa parte. Afinal, é ela que vai movimentar o seu perfil. Coloque as datas exatas de suas experiências profissionais em cada empresa e também detalhe as atividades que você realizava nos cargos em que ocupou. Cada um desses tópicos pode fazer a diferença na opinião de um recrutador.

Perfil desatualizado, nunca

Agora que você já tem seu perfil criado, não deixa ele cair no ostracismo. Para que você seja bem sucedido é preciso manter sua página sempre atualizada. Tem uma nova informação profissional? Adicione em seu perfil.

Construa redes, contatos e busque agregar cada vez mais valor profissional à sua conta. Lembre-se que o LinkedIn é uma rede social profissional de trabalho contínuo.

Sem dados falsos

Lembre-se que o LinkedIn funciona como uma espécie de currículo online. Se você não deve mentir no currículo, por que mentir em um perfil de rede social que tem essa função?

Identificada qualquer “mentirinha” nesse processo de seleção, você com certeza será desqualificado. E é claro, as empresas tendem a querer confirmar os dados que você apresentar.

Comece agora

Mais uma vez é bom reforçar: tudo que você colocar no LinkedIn, tende a ser avaliado quando você estiver procurando um emprego. Por isso, faça apenas publicações de valor profissional e evite se envolver em polêmicas desnecessárias. Tudo isso pode ser considerado pelo recrutador.

Agora que você já sabe como atrair recrutadores e vagas para o seu perfil no LinkedIn, que tal ir até a rede social e fazer uma revisão crítica do seu profile?

E se você chegou até aqui e sequer tem um perfil no LinkedIn, saiba que está perdendo a oportunidade de construir a sua marca profissional. Faça já!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*