Não existe um modelo perfeito de currículo. As empresas usam diferentes critérios para definir o que é um currículo ideal. No entanto, com certeza existem ações que devem ser evitadas.

Separamos uma lista com os erros mais comuns cometidos por candidatos que são constantemente encontrados por especialistas na área de pessoas.

Confira abaixo quais são esses erros e veja como evitá-los.

Erros gramaticais 

Esse não pode passar de jeito nenhum. Um recrutador que percebe qualquer problema ortográfico grave em seu currículo praticamente o dispensará. 

Antes de enviar o currículo, revise todo o seu texto e passe por corretores ortográficos e gramaticais. Tome muito cuidado com essa parte!

Currículo muito grande 

É sempre bom lembrar que o recrutador deve analisar dezenas de currículos para escolher poucos desses e por vezes apenas um.

O currículo não é o lugar certo para você mostrar o seu potencial de redação, você precisa ser objetivo e direto. Apresente suas habilidades e objetivos de maneira sucinta.

Padrão visual inapropriado 

Cuidado com os elementos que você traz para o seu currículo! É muito comum que as pessoas se utilizem de modelos prontos ou ícones visuais, mas a linha para derrapar e fazer um currículo exagerado é muito tênue. 

Pesquise quais modelos visuais são utilizados e quais são apropriados para sua vaga. Na dúvida, opte pelo básico, o modelo padrão bem feito.

Referências profissionais 

Ao contrário do que muita gente acredita, não é recomendado que você inclua um contato para referência profissional em seu currículo.

Isso nem é considerado um erro grave, mas se o recrutador achar necessário que exista um contato para referência, ele pedirá no momento da entrevista.

Informações de cunho pessoal

Tem certas coisas que não precisam estar em seu currículo, não é mesmo? Já é completamente descartável na atualidade que dados como documentos, estado civil, número de filhos e até religião, raça e orientação sexual estejam no documento.

Essas informações não agregam em nada durante uma entrevista de emprego em uma empresa séria.

Elogios superficiais

Esse formato todo mundo já pensou em utilizar pelo menos alguma vez na vida: dizer que é proativo, organizado, perfeccionista, que pensa fora da caixa.

Apesar desses adjetivos, que parecerem bonitos, buscarem por credibilidade, especialistas alertam que o sentimento é totalmente oposto: parecem elogios vazios, sem sentido e com um único objetivo de enrolar o recrutador. Fuja deles!

Pretensão salarial 

Se o empregador não pedir não, não informe. Algumas empresas preferem tratar desse assunto durante a entrevista.

Eu sei que existe uma certa ansiedade neste ponto e que essa informação é fundamental para estar ou não na disputa pela vaga, mas pode soar pretensioso e levá-lo até a desclassificação.

Usar foto 

Um erro é cada vez mais constante nos currículos é usar uma fotografia. Isso não tem valor nenhum para o recrutador, o que deve ser priorizado no seu currículo é a competência.

Empresas sérias não estão interessadas na sua aparência, mas nas suas competências. No entanto, é aconselhável manter uma foto profissional em seu perfil do LinkedIn, caso você tenha um. Há aplicativos que podem ajudá-lo nessa tarefa.

O Snapper é um site que analisa sua foto de perfil do LinkedIn usando inteligência artificial e diz se a imagem é a ideal para usar na plataforma.

O mais importante: não minta 

Não coloque informações falsas no seu currículo. Os recrutadores são pessoas especializadas em descobrir esse tipo de fraude.

O mais comum desses erros é o de informar habilidades ou formações que você não possui. Convenhamos, seria uma dupla perda de tempo em um caso desses. Portanto, seja sincero com suas capacidades profissionais.

Quanto maior o seu empenho na construção de um bom CV, maiores são suas chances de chamar a atenção e dar o primeiro passo para conquistar sua vaga pretendida.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*