Os eventos de 2020 causaram mudanças profundas nas pessoas e nas empresas. O mercado de trabalho também foi altamente impactado e com ele, os jovens.

A diferença entre a taxa de desemprego dos jovens de 18 a 24 anos e da média dos brasileiros ativos atingiu 16,4 pontos percentuais no segundo semestre deste ano, em meio a pandemia do coronavírus.

Embora o desemprego tenha aumentado para todos entre abril e junho, para a faixa de 18 a 24 anos ele atingiu 29,7% contra 13,3% para a média da população ativa. Esses números fazem qualquer candidato a emprego refletir sobre suas perspectivas de carreira no próximo ano.

Não é hora de chorar

Recentemente, Christian Sutherland-Wong, CEO da Glassdoor, deu alguns bons conselhos para quem procura emprego em 2021. O site onde funcionários atuais e ex-funcionários avaliam anonimamente as empresas, adquiriu no Brasil a LoveMondays.

Desde de que aterrissou por aqui, em 2016, o site lançou uma série de ferramentas para apoiar os candidatos na busca de emprego. Veja abaixo os conselhos do CEO da Glassdoor para quem quer acelerar a carreira em 2021.

Diversidade, equidade e inclusão

As questões relacionadas a diversidade, equidade e inclusão terão um papel crescente na contratação e nas políticas das empresas.

O ano de 2020 teve cenas brutais e marcantes como o assassinato de George Floyd, nos Estados Unidos, e a morte de João Alberto, no Carrefour, em Porto Alegre.

Esses episódios geraram protestos no exterior e por aqui também, exigindo que todos nós olhemos, de forma crítica, para a desigualdade racial nas Américas – e no mundo todo.

Sutherland-Wong viu os efeitos desses protestos em como os usuários do Glassdoor estão discutindo a contratação.

E você com isso?

Ele relata que, desde meados de 2020, o Glassdoor viu um aumento de 66% no número de usuários que mencionam diversidade e igualdade racial em suas avaliações.

Isso levou o Glassdoor a explorar como seus produtos podem ajudar os usuários a avaliar o compromisso de empregadores em potencial com a diversidade e a inclusão.

Desde então, a Glassdoor lançou, nos Estados Unidos, novas ferramentas para avaliar e classificar empresas quanto ao tratamento de questões relacionadas à diversidade e igualdade racial. Essas ferramentas devem chegar ao Brasil em breve.

“Queremos ser capazes de iluminar não apenas como uma empresa é avaliada com relação a estes temas, mas especificamente, como certas pessoas de certos grupos demográficos ou determinados grupos avaliam uma organização”, disse o CEO da Glassdoor à Forbes.

A ideia é que os usuários do site possam ter uma ideia de como os pares avaliam uma empresa.

Caso você seja um candidato que faz parte de um grupo demográfico sub-representado em um determinado campo, ou sinta que sua voz deva ser ampliada na conversa sobre diversidade e equidade, é importante compreender o papel vital que o tema desempenhará nas práticas de contratação.

Dica de recrutador: Faça sua pesquisa de emprego usando as novas ferramentas da Glassdoor. No Brasil o site lançou o Centro de busca de vagas COVID-19. Saiba como acessar ao final do texto.

Negocie seu salário sem medo

Para muitos, a incerteza do clima atual pode fazer com que se sintam relutantes em pedir uma promoção ou um aumento. Conselho do CEO da Glassdoor: não tenha medo de pedir o que acha que merece.

A despeito da pandemia e seus efeitos sobre a sociedade e empresas, é importante ser pragmático. Tente ter uma visão de longo prazo e entenda que esse momento acabará sendo o que ele chama de um “pontinho” em sua trajetória profissional.

Essa mentalidade o ajudará a obter a perspectiva necessária para fazer uma mudança ou buscar uma melhor compensação pelo seu trabalho.
Embora o gerente de contratação detenha a maior parte do poder ao longo do processo de entrevista, Sutherland-Wong lembra que “no momento em que você chega ao estágio de ofertas e eles estão lhe dando uma oferta, o poder está do seu lado.”

Se você foi entrevistado com sucesso e chegou à fase de negociação salarial de contratação, lembre-se de se sentir fortalecido em sua função.
“Eles querem você”, diz o CEO, “portanto, vale a pena pensar bem: esta é a oferta certa para mim?”

Quando chega a hora de negociar, pesquisa e dados são seus amigos. Sutherland-Wong enfatiza o valor de fazer sua pesquisa e ter dados para apoiar seu ponto de vista na busca de emprego.

Embora algumas empresas possam estar enfrentando desafios financeiros, negociar seu salário não é uma gafe.
É tão importante como sempre. Faça sua pesquisa sobre o valor de sua função e faixas salariais comparáveis. Dados sólidos ainda o ajudarão a fazer seu ponto de vista.

Siga este plano para negociar o seu salário

  • Use sites como Glassdoor, Adecco, Robert Half para obter dados sobre salários para cargos comparáveis. Isso significa olhar para cargos em empresas concorrentes, com um nível de responsabilidade semelhante.
  • Você pode encontrar dados enviados anonimamente sobre salários médios para uma determinada função e em certas empresas. Isso lhe dará uma base sólida para argumentar por um salário mais alto.
  • Seja flexível, mas firme. Sempre haverá um equilíbrio a ser alcançado entre saber seu valor e ser flexível o suficiente para permitir uma negociação.
  • Você tem que estar disposto a chegar a um acordo, mas conheça seus limites e certifique-se de chegar a um meio-termo feliz.

Se você ainda está receoso de entrar em uma negociação salarial, é importante notar que as negociações salariais estão em alta. Em 2019, 55% dos novos contratados negociaram seu salário, o que representou um salto enorme de 16% em relação aos números de 2018.

Além disso, é provável que um gerente de contratação esteja antecipando uma negociação, visto que 70% dos gerentes afirmam que esperam que os candidatos negociem.

Se você planeja permanecer em seu emprego atual, crises pandêmicas não devem impedi-lo de obter um aumento salarial. Um estudo recente mostrou que 57% das organizações já pagaram, ou ainda planejam pagar aumentos salariais em 2020.

Mesmo nestes tempos difíceis, Sutherland-Wong afirma: “As empresas estão absolutamente dispostas a pagar o certo pela pessoa certa”.

Busque setores que estão crescendo

Embora a pandemia Covid-19 tenha um grande impacto negativo em muitos setores, certamente há indústrias que prosperaram e devem superar as expectativas em 2021.

Há pelo menos três setores que tiveram um crescimento tremendo e devem continuar a se expandir em 2021: e-commerce ou varejo online, tecnologia e saúde.

Se você está procurando fazer uma mudança de carreira, seria vantajoso buscar carreiras nestes setores.

Faça a si mesmo as perguntas difíceis

Com tanta coisa acontecendo ao nosso redor e uma tremenda incerteza, muitos podem estar sentindo falta de clareza quanto aos próximos passos em suas carreiras. A fim de obter clareza em sua vida profissional, é importante fazer a si mesmo algumas perguntas desafiadoras.

“Meu conselho a todos é que você deve sempre avaliar o que está fazendo em sua carreira”, diz Sutherland-Wong. “É isso que você quer fazer aqui e agora? Você está feliz no seu trabalho? ” Ele continua: “Isso é parte de sua jornada para onde você tem aspirações em sua carreira?”

Por mais simples que pareçam, essas são questões cruciais para encontrar clareza em sua carreira.

Perguntas valiosas para ter clareza na carreira

  • Estou escondendo quem sou no trabalho? Estudos mostram que 61% dos funcionários sentem que estão escondendo uma parte de suas identidades no trabalho. Este é um sinal definitivo de que você não está no lugar certo com sua carreira.
  • No que sou bom segundo a avaliação das pessoas? O feedback de outras pessoas é uma das maneiras mais valiosas de identificar seus pontos fortes. Comparar seus pontos de destaque com os de outras pessoas o ajudará a ver claramente onde estão suas habilidades essenciais. Se seu trabalho atual parece desalinhado com essas habilidades, é um bom momento para pensar em seguir em frente.
  • O que eu sei que gostaria de não saber? Esta é uma das perguntas mais difíceis de fazer e responder. Talvez, no fundo, você saiba que está na carreira errada, mas investiu tanto tempo que tem medo de “pivotar” – palavra que no mundo das startups significa mudar de rota. Ou talvez você saiba que nunca será valorizado por seu atual gerente

Essas duras verdades iluminarão o que precisa mudar em sua carreira. Estudos mostram que 30% dos profissionais veem seu trabalho apenas como uma forma de sobreviver. Certamente, essa não é uma maneira de construir uma carreira de sucesso.

Dica de recrutador: mergulhe fundo com questões difíceis para explorar se você está feliz com o seu trabalho ou metas de carreira.

Não tenha medo de procurar algo novo

Se 2020 nos ensinou alguma coisa, é que você nunca sabe o que nos reserva. Esta é uma lição valiosa para levar ao longo de sua carreira, especialmente se você estiver pensando em fazer uma transição em 2021.

A tentação de muitos é esperar. Se você é avesso a riscos, é compreensível que toda a incerteza de 2020 possa deixá-lo com medo de fazer quaisquer mudanças importantes.

Quais são as alternativas?

  • “Se a realidade em minha empresa é que vou ficar estagnado por um tempo e não estou muito feliz aqui, encorajo você a procurar outro lugar”, diz o CEO da Glassdoor.
  • Embora a pandemia certamente tenha criado contratempos econômicos que podem fazer a procura de emprego parecer assustadora, Sutherland-Wong aponta que o trabalho remoto também criou uma quantidade enorme de novas oportunidades para quem procura emprego.
  • Esses novos empregos remotos oferecem aos candidatos a oportunidade de expandir significativamente sua busca de empregos, não mais limitada pela geografia.

As estatísticas mostram que houve um aumento de 92% em empregos remotos entre setembro de 2019 e setembro de 2020.
Como ele diz: “Embora você possa achar que não é uma boa hora para procurar um novo emprego, na verdade, em alguns casos, nunca houve melhor hora.”

Apesar das demissões e da aparência de incerteza no mercado de trabalho, não tenha medo de começar a procurar. As pessoas estão sempre contratando, e você deve se manter empolgado e inspirado.

Siga otimista

É esse otimismo que permite sair da zona de conforto. Frequentemente, ficamos presos em nossa zona de conforto por causa do medo.
E o medo é, francamente, uma reação perfeitamente natural a todos os desafios de 2020.
Mas para encontrar sua melhor e mais autêntica jornada em direção à carreira que você deseja, às vezes temos que expulsar os fantasmas que vivem dentro de nós.

Dica de recrutador: não deixe que a incerteza da economia pós-Covid o impeça de começar ou continuar sua busca de emprego em 2021.

Nunca é demais ver o que está lá fora, e quanto mais cedo você começar a procurar, melhor chance terá de encontrar uma posição melhor.
Afinal, a procura de emprego é um jogo de números. Quanto mais energia você gasta e quanto mais e-mails você envia, mais oportunidades potenciais você cria para si mesmo.

Depois de um ano tão difícil, você merece ter a chance de encontrar o emprego dos seus sonhos. Embora possa não parecer um momento fácil para fazer uma mudança, às vezes a oportunidade surge quando menos se espera.

Portanto, prepare-se para entrar o ano com o pé direito. O ano de 2021 será melhor e mais brilhante do que o que está terminando.

Veja também: Acesse o Centro de Busca de Vagas COVID-19 do Glassdoor

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*